sábado, 28 de dezembro de 2013

Resenha o Dom (Bruxos e Bruxas - vol. 2)


O Dom

TITULO: O DOM - VOL. 2 BRUXOS E BRUXAS
AUTOR: JAMES PATTERSON E NED RUST
PÁGINAS: 288
EDITORA: NOVO CONCEITO

SINOPSE:
Os irmãos Allgood nunca desistem de lutar contra os poderes autoritários e desumanos d’O Único Que É O Único, mas, agora, eles estão sem Margô — a jovem e atrevida revolucionária; sem Célia — o grande amor de Whit; e sem seus pais — que provavelmente estão mortos... Então, em uma tentativa de esquecer suas tristes lembranças e, ao mesmo tempo, continuar seu trabalho revolucionário, os irmãos vão parar em um concerto de rock organizado pela Resistência onde os caminhos de Wisty e de um jovem roqueiro vão se cruzar. Afinal, Wisty poderá encontrar algo que lhe ofereça alguma alegria em meio a tanta aflição, quem sabe o seu verdadeiro amor... Mas, quando se trata destes irmãos, nada costuma ser muito simples e tudo pode sofrer uma reviravolta grave, do tipo que pode comprometer suas vidas. Enquanto passam por perdas e ganhos, O Único Que É O Único continua fazendo uso de todos os seus poderes, inclusive do poder do gelo e da neve, para conquistar o dom de Wisty... Ou para, finalmente, matá-la.

OPINIÃO: Comparado ao primeiro livro, O Dom não é lá essas coisas. Mas não irei começar o post falando mal, afinal o livro não foi nada ruim, apenas parecia estar faltando algo que teve no primeiro, já no segundo...

No final do primeiro livro eu fiquei um pouco confuso, o epílogo não tinha nada a ver com o último capítulo. Mas quando eu comecei a ler o segundo tudo se "iluminou". Acontecia que, antes do acontecimento do primeiro livro, acontecia várias outras coisas que o fizeram ir para o acontecimento final.

O livro vai continuar narrando a saga de Wisty e Whit Allgood, irmãos que estão na mira da N.O, Nova Ordem, um novo "partido" que esta tomando conta do mundo. E agora que O Único que é o Único tem os dons de água, terra e ar ele tenta pegar o dom de Wisty, o fogo. 

Nesse livro, que é todo narrado por Whit e Wisty, eles perdem uma grande amiga e descobrem que Célia, namorada de Whit, virou um meia luz, eu acho que é isso. O romance mais uma vez toma conta da série, dessa vez com Wisty e o baterista de uma banda, o Erick, eu acho que esse é o nome dele. 

Acontecem muitas coisas que você ri, que dá vontade de esbofetear o livro, mas tudo culmina em um final eletrizante que te deixa com vontade de ler o terceiro, infelizmente não postado aqui no Brasil ainda.

A nota que ele recebeu no skoob foi 5 estrelinhas.

5 comentários:

  1. Olá, te indiquei no meu blog para uma tag literária. Espero que não se importe.

    http://porentrelinhaseestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu tava ansiosa p ler esses livros, mais as críticas do primeiro foram muito negativas e as positivas nao me convenceram nadinha, dai desistir .-.
    ótima resenha, aguardandoo mais ansiosamente.

    bjs

    sonholiterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de ter umas coisas que te deixam com vontade de espancar o livro, ele vale a pena.

      Abraços!

      Excluir
  3. Estive a ler esta sua mensagem,e dou-lhe os parabéns pelo blog e um obrigado por partilhar.
    Ficarei muito feliz se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais no Peregrino E Servo, decerto que vou seguir também o seu blog.
    Deixo as minhas cordiais saudações, e muita paz.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir